comercial@zinecultural.com     Fone/WhatsApp: (32)98442-2400

Qual o momento certo para anunciar?

Se você não sabe a resposta para essa pergunta, nós vamos te ajudar! Neste artigo, desmistificamos algumas coisas sobre qual é o melhor momento para anunciar.

Com certeza, você já ouviu falar em um cara chamado Henry Ford. Ele é um dos maiores, se não o maior!, nome da indústria automobilística. Mas, agora, você pode estar se perguntando o que esse senhor está fazendo aqui, neste artigo. A razão é simples: é ele quem vai responder à pergunta que o trouxe a esta página: qual o momento certo para anunciar? Segundo Ford, todos. Foi ele quem disse, certa vez, que “se tivesse um único dólar, investiria em propaganda”.

Bom, muita coisa mudou desde os tempos desse grande industrial, especialmente, no que diz respeito aos formatos de anúncios. Há poucos anos, estar na mídia exigia um bom aporte financeiro para comprar mídias em rádio, jornais e TV. Então, presenciamos o surgimento da internet e, com isso, a democratização dos investimentos em marketing. Agora, já não é necessário um rio de dinheiro para um número limitado de anúncios. Com uma boa estratégia e atenção a alguns detalhes, é possível construir autoridade on-line e, claro, faturar mais.

Neste ano, deu para ver quem soube se manter ativo, mesmo com todas as adversidades pelas quais ainda estamos passando. E, hoje, vamos provar por A+B que todo momento é o certo para anunciar. Vem com a gente!

Dá para anunciar durante a crise? Não é melhor esperar um pouco?

As respostas para esse título são, respectivamente, sim e não. Anunciar durante um período de instabilidade pode parecer maluquice para alguns. Mas é, justamente, nessa hora que ser conhecido do público se mostra a diferença entre manter o negócio vivo ou fazer parte dos números daqueles que sucumbiram às dificuldades. Entretanto, aqui, cabe uma ressalva: investir nesse momento pode até não aumentar, exponencialmente, as suas vendas imediatamente. Por outro lado, consegue algo ainda mais importante: o posicionamento junto ao público.

 Veja por que investir em marketing de performance

E, para ilustrar, uma pesquisa desenvolvida pelo Grupo Croma vem a calhar. O estudo ouviu mais de 9.000 pessoas para saber quais as marcas têm se posicionado positivamente durante a crise do novo coronavírus. O ranking trouxe nomes que você, com certeza, conhece ― e, talvez, tivesse citado se fosse parte da pesquisa! Olha só as 10 mais lembradas:

 

Ser mencionado nesse momento tão difícil como uma marca que impactou positivamente o público, com certeza, é um grande feito, não acha? Como falamos, talvez, os consumidores nem tenham comprado recentemente nesses estabelecimentos. Mas lembrarão de quem esteve presente nas suas mídias em um período de retração.

Case O Boticário: como o Zine ajudou a marca a se posicionar em Juiz de Fora

O mais interessante dessa democratização das mídias é a força que as ações locais ganham. Mesmo essas grandes marcas sabem que, hoje, um VT emocionante de 30 segundos já não é suficiente para se fixar na mente do consumidor. Então, agir de maneira virtual, focada em resultados e com total atenção ao público-alvo, seus hábitos e linguagem, é uma forma poderosa de se inserir no dia a dia dele.

Foi o que fez O Boticário, em Juiz de Fora. Durante todo o ano de 2020, a marca se manteve ativa com o Zine Cultural. O objetivo, claro, era permanecer junto aos consumidores, aliado à expertise de quem conhece, melhor que ninguém, o público da região.

Veja o perfil do público do Zine

As estratégias, sempre pautadas em conteúdo de qualidade e mídia não-convencional, foram responsáveis por manter O Boticário na memória dos usuários durante todo o ano. Além disso, as ações evidenciam a importância de estar presente, não só na TV, mas no cotidiano do público por meio da internet.

Ter o Zine como parceiro durante a pandemia foi essencial para continuarmos próximos dos nossos consumidores e amantes das nossas marcas. O Zine sempre traz novas ideias, propostas e formas inovadoras de ativar nossos produtos. Há anos a parceria do Grupo Boticário com o Zine Cultural é um sucesso e, não tenho dúvidas, que em 2021 estaremos juntos novamente conectando os usuários do Zine aos nossos produtos!

Thaisa Borges – O Boticário

 

O próprio Zine Cultural é um bom exemplo de que, mesmo em meio à crise, é possível crescer! Em 2020, nossas ações impactaram mais de 2,5 milhões de usuários, o que nos levou a um enorme crescimento neste ano! Quer saber mais como conseguimos esses resultados? Então, dê uma passadinha no artigo Saiba como a audiência do Zine cresceu 150% em 2020 que lá a gente te conta todos os detalhes!

Fale com um consultor